Acesse nossas redes

Colunas

Uma reflexão sobre o Natal

gazetaadm

Publicado

em

Hoje é a primeira vez que vou passar o Natal sozinha. É uma experiência interessante e um tanto quanto reflexiva. Interessante por estar nesse contexto por opção. Reflexiva porque me asseguro que estar longe ou perto fisicamente não tem nada a ver com amar e sentir-se amada. Quem me conhece sabe que sou uma crítica religiosa e hoje muita coisa me vem à tona. Para mim, tudo que vem de Deus é justo, é perfeito, é agregador, é… simplesmente divino. Por outro lado, tudo o que passa pela mão do homem, é distorcido ao seu bel prazer, é imergido dos preconceitos de sua época, geralmente sob a busca incessante de dinheiro e poder. Numa perspectiva macro, em nome de Jesus, milhares de pessoas já foram mortas, queimadas, violentadas e dizimadas em guerras religiosas. Numa perspectiva micro, em nome de Jesus, um pai expulsa um filho de casa por ser “afeminado”. Logo em nome de Jesus, um homem de cabelos grandes que defendia prostitutas, dando-nos o exemplo que a vida íntima das pessoas não é passível de julgamento nem dEle, nem tampouco de nós. Por sermos seres sociais, é muito difícil ir contra a cultura e os costumes de nossa época, mas que ao menos não percamos a oportunidade de refletir sobre suas construções. Em que momento da história, nós trocamos a simplicidade que tanto mostrou Jesus pelo comércio aquecido e as roupas de marca que compramos justamente para passar a noite de Natal?! Em que momento trocamos a presença no decorrer do ano por uma noite com troca de presentes, como se isso fosse representação de uma família unida!? Sério, em que momento o papai Noel se tornou a atração desta data!? O lado bom de refletir sobre a história, é que percebemos que construções culturais são feitas e desfeitas a depender de nós e está em nossas mãos as construções que queremos fazer daqui pra frente! Hoje, o meu feliz Natal vai para todos que podem estar com seus amigos e familiares ao redor de uma mesa farta, e também, sobretudo, vai para quem está longe dos seus por opção ou por necessidade. Feliz Natal para você que perdeu alguém importante neste ano e atravessa uma data como essa com tanta dor. Feliz Natal para quem está com o coração apertado com um ente querido num leito do hospital ou em uma penintenciária. Feliz Natal para as famílias em que as mesas não podem estar fartas de comida e as árvores de presente. Na noite de hoje, o que faz o Natal ser verdadeiro é a sintonia que fazemos com Deus dentro do nosso coração, a oração sincera e as energias positivas emanadas aos que amamos, onde quer que estejam! É “só” disso que se trata!

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2019 Gazeta do Oeste