Acesse nossas redes

RN

Rede estadual de ensino entra em greve por tempo indeterminado

Categoria cobra a correção do Piso Salarial de 2020, no índice de 12,84%, e está insatisfeita com as propostas apresentadas pelo Governo.

gazetaadm

Publicado

em

Foto: Reprodução

Os trabalhadores em educação da Rede Estadual de ensino decidiram entrar em greve por tempo indeterminado. A deliberação aconteceu na tarde desta quarta-feira (04) em assembleia repleta de profissionais do magistério, na Escola Winston Churchill. O movimento grevista começará nesta quinta, 05 de março.

A categoria cobra a correção do Piso Salarial de 2020, no índice de 12,84%, e está insatisfeita com as propostas apresentadas pelo Governo. Primeiro o Executivo propôs quitar o Piso em três vezes de 4,28% nos meses de maio de 2020, janeiro de 2021 e em abril do ano que vem, sem falar em retroativo. Depois sugeriu pagar a correção em 2020 tanto para ativos quanto aposentados, mas não apontava datas. Nessa terça (03), em audiência com o SINTE/RN, apresentou a terceira proposta, que é a seguinte:

1- Implantar o reajuste de 12,84% em três parcelas cumulativas de 4,11%, para os ativos nos meses de junho, setembro e dezembro de 2020.

2 – Implantar o reajuste para os aposentados nos meses de agosto, outubro e dezembro de 2020.

3 – Pagar o retroativo em 24 meses a partir de janeiro de 2021, com garantia de antecipação das parcelas no momento do recebimento de recursos extras do Fundeb.

4 – O governo disse que está aberto a receber alterações na proposta, mas pediu que sejam enviadas até 12 de março para análise e negociação.

Agora, a orientação do SINTE é que os professores compareçam as escolas nesta quinta e sexta-feira (05 e 06/03) e conversem com alunos e pais informando acerca da greve.

Assembleia aprova encaminhamentos

De forma soberana, a assembleia aprovou três encaminhamentos. São eles:

1 – Apresentar a seguinte contraproposta ao Governo:

Pagar os 12,84% integralmente em março e o retroativo em três vezes, para ativos e aposentados;

2 – Reunir o comando de greve nesta sexta-feira (06/03), às 15h, na sede estadual do Sindicato;

3 – Se reunir em nova assembleia para avaliar o movimento. O novo encontro acontecerá na segunda (09/03), às 8h30, no Winston Churchill.

Publicidade
Publicidade

Copyright © 2019 Gazeta do Oeste