Acesse nossas redes

Macau

Prefeito Túlio Lemos presta contas em live que continua a repercutir junto a população

gazetaadm

Publicado

em

Foto: Reprodução

                    Há quase um ano sem se pronunciar junto ao público macauense, o prefeito Túlio Lemos fez uma prestação de contas,  através de live, que ocorreu no último sábado, 25, e continua repercutindo em todo o município. Na ocasião, o gestor municipal falou sobre a atuação da administração no tocante a conter o avanço do Novo Coronavírus, como também as providências para oferecer o tratamento às pessoas contaminadas pela Covid-19. O prefeito de Macau enumerou alguns itens das ações, elegendo a fixação da Barreira Sanitária na entrada da cidade, a distribuição de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) a todas as pessoas envolvidas na prevenção e atuação contra a Covid-19, a instalação do Hospital de Campanha e recentemente o funcionamento do Centro de Isolamento Social, como forma de acolher as pessoas que estão sob recomendação de Isolamento Social e não dispõem desse meio, como as principais ações e reafirmou que “estamos em sintonia com o governo do Estado nas ações contra a Covid-19 e vamos ficar permanentemente atentos para cuidar da população enquanto durar essa pandemia”.

                          Durante as quase 3 horas de duração da live em suas redes sociais (Facebook e Instagran= tuliolemosprefeito), o prefeito de Macau conseguiu ter a visualização de mais de 9 mil pessoas, muitas interagindo e fazendo questionamentos, com todos respondidos. Na permanência de seu contato com a população, o gestor municipal mostrou a queda de arrecadação durante o seu mandato, fez comparativo com as arrecadações de outras gestões e mostrou porque tem período do ano “em que atrasamos com o pagamento de salários e de proventos dos aposentados. Embora eu tenha pago 4 folhas de pessoal em atraso da gestão anterior (foram 2 folhas do pessoal Efetivo e 2 dos Aposentados), tenho procurado cumprir com a obrigação de pagar em dia, sem comprometer os demais serviços prestados à população”.

                           Ainda sobre o pagamento de pessoal, Túlio falou que “nenhum gestor atrasa salário de servidor por vontade própria. No nosso caso, sacrificamos muitas obras para colocar os salários dos Efetivos e Aposentados em dia. Assim, foi quando vendemos a nossa conta para o Bradesco e o dinheiro, pouco mais de 1 milhão de reais, que poderia ir para alguma obra em benefício da população, foi todo destinado a pagar pessoal, da mesma forma que fizemos com o 1% extra do governo federal, no meio e no final do ano, sempre são voltados para colocar o pagamento de pessoal em dia”.

                            Ao fazer a demonstração das dificuldades que a administração municipal vem enfrentando, o prefeito de Macau mostrou que “a arrecadação do mês de maio foi em torno de 3 milhões e 900 mil reais, enquanto que as folhas de aposentados de de efetivos somam em torno de 3 milhões e 900 mil reais. E os demais compromissos, como serão pagos?? Por isso eu conclamo a você que vive de salário ou a você empresário, a administrar bem a sua casa ou a sua empresa, quando o seu salário sofre cortes ou na empresa quando as despesas são maiores que a receita”. Durante a live, o prefeito Túlio Lemos teve oportunidade em falar sobre vários outros assuntos, que também serão abordados posteriormente.

Túlio determina pagamento de insalubridade extra a profissionais de saúde

                         Como vem afirmando em conversas particulares ou em pronunciamento público, sempre que tem disponibilidade de recursos financeiros, a prioridade para o prefeito Tulio Lemos é efetuar pagamento de salários, gratificações ou outra compensação financeira ao servidor público.

                          Recentemente, em pronunciamento público o gestor municipal explicou as razões do atraso de pagamento aos aposentados e afirmou que todas as receitas extras são voltadas a cumprir com os compromissos salariais. Nesta segunda-feira, 27, ao chegar  às contas do município a ajuda financeira para despesas com a Covid-19 encaminhada pelo governo federal, o prefeito Túlio Lemos autorizou a pagar quase 100 mil reais de insalubridade adicional ao pessoal da saúde, correspondentes aos meses de abril e maio. Junho já havia sido pago.

                           Ao pagar R$ 49.812,02, referente a insalubridade do mês de abril e R$ 49.628,38, referente ao mês de maio, a gestão fica em dia com todos os pagamentos dos servidores Efetivos. Da ajuda prevista de R$ 2.428.000,00, a Prefeitura de Macau recebeu R$ 700.00,00, sendo 500 mil reais de Emenda Parlamentar da deputada Carla Dickison (PROS) e 200 mil reais de uma emenda do deputado General Girão. Os recursos estão sendo integralmente utilizados nas ações de combate e tratamento a Covid 19.

Copyright © 2019 Gazeta do Oeste