Acesse nossas redes

RN

Junta Comercial do RN comemora 120 anos como a quarta mais ágil no Brasil

A média de atendimentos é recorde: 57 minutos, realizando os mesmos procedimentos que antes eram feitos em até nove horas.

gazetaadm

Publicado

em

A Jucern – Junta Comercial do Rio Grande do Norte – comemorou seus 120 anos contabilizando um aumento de 13% de solicitações de abertura de novas empresas neste semestre, quando comparado ao mesmo período do ano passado. A média de atendimentos é recorde: 57 minutos, realizando os mesmos procedimentos que antes eram feitos em até nove horas. Na manhã desta sexta-feira (13), a governadora Fátima Bezerra participou da solenidade que marcou o aniversário do órgão e destacou a importância da instituição que há mais de um século, sempre no bairro da Ribeira, tem sido o termômetro do desenvolvimento econômico do Rio Grande do Norte. 

Após cumprimentar os servidores, como o senhor Alberto Rodrigues Santos, que com 49 anos de serviço é o mais antigo da casa, ela parabenizou o corpo de funcionários, incluindo os trabalhadores terceirizados, e ressaltou a disponibilidade de cada um ao atender ao público com o máximo de respeito e agilidade. “Eu fico muito feliz quando vejo este espírito público, esta motivação por parte da nossa equipe. Estamos aqui para servir ao povo do Rio Grande do Norte e o que nos move é o compromisso com o desenvolvimento econômico do nosso estado”, disse.

A Junta Comercial é uma autarquia centenária que vem trabalhando para desburocratizar e modernizar o registro empresarial no RN, descentralizando serviços, digitalizando procedimentos e firmando parcerias entre o governo e o setor produtivo. “A forma com que esta Junta Comercial tem atuado a alçou à quarta mais ágil do Brasil e isso é mais uma clara demonstração daquilo que nosso governo considera prioritário, que é a busca por novos investimentos e não apenas consolidar os investimentos já existentes”, declarou.

Com sede na avenida Duque de Caxias, 214, a Junta Comercial é um órgão descentralizado e todos os 167 municípios do RN estão integrados ao sistema de abertura, alteração e baixa de empresas, tanto fisicamente, em Natal e nos escritórios regionais, quando com a utilização de ferramentas digitais, como o portal Redesim. O presidente da Jucern, Carlos Augusto de Paiva Maia, afirmou que a média de atendimento para a abertura de uma nova empresa é de menos de uma hora. “A Jucern registrou tempo recorde de tramitação de processos: 57 minutos e 33 segundos, incluindo nesse prazo a resolução de exigências. A agilidade tem sido nosso diferencial”, comparou.

O portal Redesim Rio Grande do Norte é uma ferramenta que faz a integração entre os dados cadastrais da Receita Federal do Brasil e os diversos órgãos Estaduais e Municipais que participam do processo de abertura, alteração e baixa de empresas e as disponibiliza na rede mundial de computadores – Internet em um ambiente integrado, interativo e de fácil acesso. Já o Escritório do Empreendedor é uma das inovações da Jucern e reúne os serviços de órgãos presentes no processo de abertura, alteração e baixa de empresas em um só local. 

Possui duas unidades, uma em Natal e outra em Mossoró, e cria um ambiente seguro para as empresas, favorecendo a geração de emprego e renda. O Escritório também é um espaço de orientação para empreendedores que desejam ampliar ou expandir um negócio. Em Natal, o Escritório do Empreendedor já passou dos mais de 80 mil atendimentos. Em Mossoró, a média é de 1.500 atendimentos por mês.

A Junta Comercial, autarquia que integra a Administração Indireta do Estado e é subordinada à Secretaria do Desenvolvimento Econômico (Sedec). Proporciona um ambiente moderno e estratégico, receptivo a mudanças e adaptações necessárias para cumprir o papel de impulsora do desenvolvimento econômico. No primeiro semestre de 2019, foram feitas 3.608 solicitações de abertura de empresas em todo o RN.  O número é 13% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.

O setor de serviços representa 50% do total de novos negócios, seguido pelo comércio, com cerca de 30%. Enquanto isso, houve 2.336 pedidos de baixa, e o comércio foi o setor mais atingido. Os números não incluem os Microempreendedores Individuais (MEI).

Entrega da Comenda Monsenhor Walfredo Gurgel

O principal objetivo das Juntas Comerciais é registrar o nascimento de cada novo negócio, dando existência legal e possibilitando mais oportunidades de crescimento. A Junta Comercial do Rio Grande do Norte foi criada com a lei 132, de setembro de 1899, mas só é devidamente instalada em março de 1900, ocupando prédio localizado na Rua do Comércio, atual Rua Chile, na Ribeira.

Para saudar e registrar as pessoas importantes nesta história, o órgão instituiu a Comenda do Mérito Monsenhor Walfredo Gurgel, a qual foi entregue a 18 pessoas, entre ex-presidentes e o atual, Carlos Maia e vice, Daltro Paiva, servidores novos e antigos, como o senhor Carlos Alberto Torres, e à governadora Fátima Bezerra, ao vice-governador Antenor Roberto, e ao secretário Jaime Calado (Sedec).

Participaram da solenidade de aniversário da Jucern o procurador-geral do Estado, Luís Antônio Marinho presidente da Fiern (Federação das Indústrias do RN), Amaro Sales; do presidente da Fecomércio, Marcelo Queiroz; do presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL) Afrânio Miranda; o conselheiro Paulo Roberto Alves (Tribunal de Contas); dentre outras personalidades da indústria, do comércio, da indústria e representantes e órgãos governamentais.

Fotos: Sandro Menezes

Publicidade
Publicidade

Copyright © 2019 Gazeta do Oeste