Acesse nossas redes

Circulando em off

Fecam no olho do furacão

gazetaadm

Publicado

em

Os desdobramentos do processo eleitoral da Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte(Fecam), eleições que deveriam ter ocorrido no último dia 26 dentro de uma sequência normal, espelha um raio de preocupação e de cisma de forças tradicionais que vêm embalando e procurando dar sustentação ao propósito do presidente da Câmara Municipal de Natal, Paulinho Freire(PDT) de voltar ao comando da entidade.

Surfando em uma onda de tranqüilidade acreditando numa chapa consensual, o presidente do legislativo da capital acabou sendo surpreendido com outra onda: O levante de presidentes de Câmaras Municipais e de vereadores de diferentes regiões do estado, que enxergam mais a Fecam como instrumento de unificação de forças do legislativo municipal potiguar no sentido de atender demandas da população, e não só como ferramenta de amplitude política. Embora essa conotação esteja inserida no curso normal dos contornos da entidade.

O movimento interiorano que busca ter acesso real à Fecam, acabou sendo fortalecido pelo entrave jurídico, que enquanto suspendeu as eleições, realçou o receio do conjunto de forças que temem a tomada do poder concentrada num grupo fechado em concha. No entanto, numa linha tênue, esse paredão passou a ser visto como frágil, diante de uma conjuntura que nos últimos tempos tem provocado o nocaute de blocos políticos aparentemente sólidos, encerrando ciclos de comando oligárquicos e ignorando o temor da luta.

Para o esquema situacionista, perder a Fecam hoje seria não só uma derrota, mas o colapso de um agrupamento que, mesmo em determinados pontos caminhando em tons divergentes, está “irmanado” na busca de acomodações políticas no vislumbrar de 2022.

De qualquer modo, a judicialização do pleito, com a suspensão das eleições após o indeferimento da chapa encabeçada por Paulinho Freire, dentro das normais estatutárias da Fecam, lhe dará tempo para botar um “trator” nas ruas e tentar consolidar uma chapa orientada, articular com todos os instrumentos e forças necessárias, e assim tentar pavimentar o caminho da volta.

Falta só combinar com aqueles que realmente estarão aptos ao voto e que forem convencidos a embarcar nessa tumultuada canoa. É aguardar!

NOTA DE LAWRENCE
Após confirmar a suspensão das eleições na Fecam, o candidato Lawrence Amorim divulgou a seguinte nota:

A Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte (FECAM), faria sua eleição sexta-feira, dia 26/02, o que não ocorreu em face da suspensão judicial em atendimento a liminar impetrada por um dos postulantes, Paulinho Freire.

Duas chapas se inscreveram e uma delas, a de Paulinho Freire, foi indeferida pela Comissão Eleitoral em virtude haver membros inadimplentes com a entidade, o que fere a regra eleitoral.

A nossa chapa cumpriu o Estatuto da Federação e teve deferimento.

Estávamos firmes, legais e convictos da vitória, e esse sentimento vai seguir cada vez mais forte entre os dirigentes de câmaras municipais de todas as regiões do Estado, pois está mantido o registro de nossa candidatura, como construção de uma representatividade melhor para o equilíbrio de forças políticas dentro da FECAM. Representamos todas as regiões, permitindo espaço para a voz das Câmaras do interior.
Por uma FECAM forte.
Lawrence Amorim
Presidente da Câmara de Vereadores de Mossoró (RN).

VACINA
A propósito, nesses tempos de vacina, todo tipo de antídoto está na moda. E toca para adiante!

BANDIDO BOM
O ex-reitor interino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte(IFRN), Josué Moreira pegou ar quando viu o vídeo em que o reitor José Arnóbio, eleito pela comunidade acadêmica e empossado por força judicial, chama o presidente Bolsonaro de bandido, durante discurso numa manifestação.

FALSO CRISTÃO
O reitor José Arnóbio também apontou Josué como falso cristão. “ E o Mec em silêncio”, se indignou o ex-interino.

POLARIZANDO
O prefeito de Natal, Álvaro Dias enfim parece que se tocou em evitar polarizar com a governadora Fátima Bezerra na questão dos decretos sobre a pandemia. Deve ter lhe caído a ficha de que o momento é de união e não de oportunismo político. O momento é de tentar salvar vidas e não de jogar para a platéia.

NO PÁRA CHOQUE
Antes dava um boi para não entrar numa briga, hoje brigo por um bife!

NO JOGO
O empresário Luiz Barcelos desengaveta projeto político que estava arquivado para o momento que julgar certo. E agora parte para se articular e fazer consultas prévias. E, pelo jeito, não está para brincadeira. Na semana passada esteve reunido em almoço com o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo(PDT). No cardápio, pouca fruta e muita política.

Barcelos, Carlos Eduardo e o assessor Frederico Escóssia

EM TEMPO
O grande sonho seria o Senado, mas não descartaria começar o vôo solo e manter uma rasante. O negócio é entrar no jogo. Lógico que ele sabe que o jogo é bruto.

SAÚDE MENTAL
O vereador Pablo Aires parece sintonizado com os anseios populares. Ele conseguiu R$ 100 mil para a saúde mental de Mossoró, por meio de emenda parlamentar do senador federal Jean Paul. A verba deve ser usada para aquisição de equipamentos para a montagem de uma sala terapêutica de integração sensorial para ajudar no tratamento das crianças atendidas no CAPS Infantil. No início de fevereiro, o parlamentar anunciou a emenda de R$250 mil, destinada pela senadora Zenaide Maia, a seu pedido, para o Hospital São Camilo. Muito bom.

FEDERAL
Na tarde desta quinta-feira (25), a Procuradoria Geral Eleitoral emitiu um parecer favorável à coligação do deputado federal Beto Rosado. Com a decisão, o parlamentar tem garantido mais uma vez o seu mandato. O Ministério Público Federal foi favorável à liminar do Ministro do TSE e relator, Luis Felipe Salomão. Quer dizer, a novela continua.

A QUEM INTERESSAR POSSA
Deixe pra trás o que não te leva pra frente.

OPOSIÇÃO
A vereadora Larissa Rosado(PSDB) se mostra serena na condução da bancada de oposição na Câmara Municipal de Mossoró. A tendência é fazer oposição responsável e sem picuinhas políticas. Está correta.

LBV NA PAUTA
A campanha Criança Nota 10 — Proteger a infância é acreditar no futuro!, que no início de cada ano letivo, entrega kits de material escolar, promovida pela Legião da Boa Vontade – LBV, nesta edição também incluiu cestas de alimentos e itens de limpeza para complementar a alimentação de crianças e adolescentes e para que continuem se protegendo da Covid-19.

AÇÃO
No Rio Grande do Norte, a instituição assistirá mais de 900 crianças e adolescentes das cidades de Baia Formosa, Canguaretama, Macaíba, Pedro Avelino, Pedro Velho, Natal e São Tomé. Bom.

RELAX – “Suportei meu sofrimento/De face mostrada, riso inteiro/Se hoje canto o meu lamento/Coração cantou primeiro…” IVAN LINS

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2019 Gazeta do Oeste